Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/05/18 às 16h03 - Atualizado em 14/06/18 às 15h54

Dia de Combate à exploração sexual é lembrado em caminhadas pelo DF

COMPARTILHAR

 

“Esquecer é permitir. Lembrar é combater”. Usando esse lema como guia, diversas caminhadas aconteceram, hoje (18), em cidades do Distrito Federal em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A campanha “Faça Bonito” envolve diversos órgãos na luta pela proteção de crianças e adolescentes.

A Sedestmidh – por meio dos CRAS, CREAS e CECONs – ao lado dos Conselhos Tutelares, da Secriança, da Secretaria de Saúde, das Administrações Regionais, Secretaria de Segurança, entre outros, são parceiros no enfrentamento a esse tipo de violência.

 

Na cidade de Ceilândia, a mais populosa do DF, a caminhada partiu do terminal de ônibus do P-Sul. Cerca de 200 crianças, munidas de balões amarelos e faixas lembrando o dia 18 de maio, andaram até a Escola Classe 48.

Lá se juntaram a outros alunos para acompanhar uma rápida palestra e também a apresentação da banda do Corpo de Bombeiros.  Ações simbólicas que chamam a atenção para importância de pais e mães, e os próprios menores se conscientizarem que esses abusos ainda são frequentes.

 

COMO DENUNCIAR

 

“Vemos que as pessoas têm dificuldade de denunciar, então nosso trabalho é levar uma mensagem à comunidade.  E também proporcionar em unidades nossas como os CREAS toda a assistência à criança como também às famílias”, explicou Aline Pinho, da Diretoria de Serviço Especializado à Famílias e Indivíduos da Sedestmith.

Gama, Guará, Samambaia, Sobradinho foram algumas das regiões que também realizaram as caminhadas. O 18 de maio como dia de combate à exploração e abuso de crianças e adolescentes foi instituído pela Lei 9970 /2000, e se tornou uma data de mobilização e engajamento da sociedade na questão.

O Disque 100, coordenado pela área de Direitos Humanos do Governo Federal, os Conselhos Tutelares presentes em todas as cidades, e as delegacias são os canais para denunciar o crime. Como reforça a Campanha: “lembrar é combater”. Sempre.

 

 

Por: Rafael Secunho