Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/12/18 às 12h17 - Atualizado em 10/12/18 às 12h17

Mutirão no fim-de-semana atende mais de 800 usuários do BPC

COMPARTILHAR

 

Um esforço concentrado de servidores nos CRAS, CREAS e no Posto da Rodoviária permitiu um intenso atendimento de beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) por todo o Distrito Federal. No total, 874 usuários foram atendidos pela Sedestmidh neste último fim-de-semana.

 

Eles procuraram as unidades para atualizar o cadastro ou para se inscrever no Cadastro Único (CadUnico) e fazer jus ao BPC. Somente no SÁBADO, foram 612 atendimentos. No DOMINGO, mais 262 pessoas foram até os postos atrás do benefício.

 

Confira abaixo o balanço total de atendimentos nas unidades da Sedestmidh:

 

SÁBADO (8)

Ceilândia Norte e Ceilândia Sul – 85
Brasília -17
Candangolândia – 1
P Sul  -33
Brazlândia – 26
Areal – 24
Fercal – 15
Guará 14
Gama – 24
Riacho Fundo I – 09
Riacho Fundo II – 14
Recanto das Emas – 06
Posto da Rodoviária – 23
Santa Maria 21
Núcleo Bandeirante – 13
Estrutural – 1
Planaltina – 26
Paranoá – 25
Taguatinga – 33
São Sebastião – 15
Samambaia Sul e Expansão – 76
Sobradinho II – 12
Sobradinho I – 4
Varjão – 21
Itapoã 52 –

TOTAL: 612 atendimentos

 

DOMINGO (9)

P Sul – 30
Núcleo Bandeirante – 2
Paranoá – 20
Guará – 09
Varjão – 04
Planaltina – 28
Ceilândia Sul e Ceilândia Norte – 62
Brasília – 03
Arapoanga – 23
Gama – 20
Recanto das Emas – 16
Samambaia – 22
Posto da Rodoviária – 23
Riacho Fundo I – 10
Taguatinga – 26

TOTAL: 282 atendimentos

 

Até o dia 31 de dezembro, quem recebe o benefício deve fazer sua atualização cadastral obrigatória ou aqueles que ainda não possuem se inscrever no Cadastro Único (CadUnico). Quem não atualizar, corre o risco de perder o benefício.

Para agendar, ligue 156 Opção 1. Mas os servidores também vão atender aqueles que não fizeram o agendamento.

Recebem o BPC idosos com mais de 65 anos que comprovadamente não têm direito a aposentadoria e pessoas portadoras de deficiência que não têm como se manter financeiramente.

Os mutirões vão seguir até que seja atingido o número esperado de pessoas inscritas no BPC.

 

Por: Rafael Secunho